Paroquia Santa Teresinha de Lisieux
Blog mal intencionado tem matérias ofensivas retiradas do ar

Por decisão judicial, o blog intitulado “Salvador do Povão” teve partes das suas matérias retiradas do ar.

Calúnias, difamações, injúrias e mentiras contra a Igreja e especialmente a pessoa do Pároco, Padre Luiz Fernando Lisboa e outros membros da Igreja Católica de Colombo, eram constantes em suas inserções.

O pior de todos os crimes é o cometido no anonimato, onde a vítima não pode se defender e sequer tem o direito de resposta às ofensas e difamações postadas.

A Justiça liminarmente determinou ao Facebook e ao Google a retirada do ar de todas as matérias mentirosas publicadas naquele blog, sob pena de multas diárias de R$ 300,00  em caso de descumprimento da decisão judicial.

Mas a história não para por aqui, a Justiça devidamente acionada deverá processar por calúnia e difamação o autor ou autores do blog. Embora ele não se identifique, existem mecanismos técnicos e legais que já identificaram e punirão na forma da Lei o responsável, ou irresponsável, por tamanho disparate.

Os danos morais causados pelo “Salvador do Povão” são irreparáveis. Quem conhece a história do missionário passionista padre Luiz Fernando Lisboa sabe da sua reputação, e reconhece a sua dignidade como cidadão e líder religioso.

Padre Luiz Fernando se manteve calado diante dos ataques, até por não ter como se defender, uma vez que o titular do blog maldito não permitiu sequer o direito de resposta, quanto mais de defesa. No entanto, buscou na Justiça os seus direitos, no que foi estimulado e amparado pela Arquidiocese de Curitiba.

Cabem aqui algumas perguntas:

Qual o motivo para tantas calúnias? Por que as pessoas não emitem suas opiniões (todos têm esse direito) mostrando a cara?

Será que esse indivíduo que se intitula “Salvador do Povão” não é um laranja que esconde na sua casca alguma autoridade que se julga importante?

O fato é que existe alguém por trás do “Salvador do Povão” que deve responder aos processos de calúnia, difamação. As investigações prosseguem a passos largos e alguns suspeitos já estão na mira das autoridades competentes.

Hoje o titular do blog, que se mantém no anonimato, não por muito tempo, está colocando o mesmo à venda. Quem estaria vendendo tem um nome, CPF, RG ou CNPJ. Alguém teria coragem de comprar uma podridão dessas?

Por Diácono Osmar Vieira e Pe Luiz Fernando